Mulher acusa diretor da Prefeitura de Feira de Santana de assédio sexual


Um diretor da Secretaria Municipal de Serviços Públicos de Feira de Santana está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM), por suspeita de assédio sexual a uma funcionária que seria contratada pela prefeitura.

Em entrevista ao programa Jornal Transamérica com Carlos Geilson, na rádio Transamérica FM, Daiane de Jesus Assis contou que o diretor se aproveitou do momento em que seu marido saiu da sala onde estava sendo apresentada para o primeiro dia de trabalho, e começou a fazer insinuações e em seguida a abraçou excitado. “Ele perguntou se meu marido tinha acesso ao meu Whatsapp e que eu teria que ser desbloqueada. Depois me abraçou excitado”, contou a mulher.

O marido, Sídnei Costa, que também é funcionário da prefeitura disse ao programa de rádio que deixou a sala para atender uma ligação e logo depois a mulher também saiu transtornada. Ele questionou sobre o que aconteceu  e ao tomar conhecimento do que teria ocorrido acionou a Polícia Militar, que não conduziu o acusado até a delegacia.

“O Sargento chegou dizendo que era bacharel em Direito e que não tinha como conduzir o diretor até a delegacia, mas ele não leu a lei Maria da Penha, porque a lei é bem clara e só a palavra da mulher por si só já é prova suficiente para conduzir o acusado até a delegacia”, protestou.

Sidnei também reclamou que o diretor também prestou uma queixa logo depois e será ouvido antes pela Polícia Civil. Segundo ele, a mulher foi convocada para uma audiência no próximo dia 22, enquanto o acusado será ouvido no dia 18. “Como é que a vítima será ouvida depois?”, questionou.

Procurado pela produção do Jornal Transamérica para se pronunciar sobre o assunto, o secretário Justiniano França alegou que não pode comentar antes de finalizada a investigação policial e que tramita sob segredo de justiça.

Blog Central de Polícia, com informações do Jornal Transamérica e imagem ilustração/reprodução.

Comentários

0 Faça sem comentário...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>