Mais três mulheres são presas tentando entrar com drogas em Conjunto Penal de Feira


Agentes Penitenciários do Conjunto Penal de Feira de Santana – CPFS, flagraram em menos de uma semana mais três mulheres tentando adentrar a Unidade Prisional com drogas. As visitantes presas dessa vez foram Cristiane Ribeiro de Jesus Pinto, 34 anos, Jéssica dos Santos da Silva, 22 anos e Rose Melre Pereira dos Santos, 35 anos. O flagrante aconteceu na manhã desta quinta-feira (31/10).

O Scanner Corporal (Body Scan) detectou contornos específicos dos objetos em partes dos corpos das visitantes que, ao serem questionadas, assumiram que traziam maconha em seus corpos. A conduta das visitantes, a depender da análise técnica e jurídica do Delegado, pode ser enquadrada como tráfico ilícito de entorpecentes com o agravante de ter sido praticado nas imediações de estabelecimento prisional.

“É a segunda apreensão em menos de uma semana. No último domingo (27) outras três mulheres foram presas pelo mesmo motivo. São os tóxicos que alimentam a violência em nossa sociedade, dentro e fora das prisões. Não descasaremos. Cumpriremos o nosso papel institucional. Aproveitarmos a oportunidade para chamar a atenção dos todos os visitantes que não se submetam a esse papel de ‘mulas” para o tráfico de drogas. Além de equipamentos de última geração, temos uma equipe de servidores experientes e atentos a qualquer comportamento estranho. Se tentarem e forem pegas, daremos voz de prisão, conduziremos à Delegacia para as devidas providências e ainda abriremos um Procedimento Disciplinar para o receptor, o que será feito nos casos de hoje. A nossa parceria com a Polícia Civil e Militar facilita a formalização do flagrante em casos assim”, relator o Agente Penitenciário que opera o Body Scan.

As visitas no Conjunto Penal de Feira de Santana acontecem todas as quintas-feiras e domingos. Todos os visitantes são submetidos ao Scanner Corporal que é um instrumento de fiscalização que identifica drogas, armas e outros objetos ilícitos junto (ou introduzido) no corpo, além disso, é feito uma revista sem constrangimento por Agentes do respectivo sexo do revistado. Todo esse esforço é para impedir que materiais, ilícitos e/ou proibidos adentrem à Unidade Prisional, gerando mais segurança à população.

Berimbau Notícias, com imagem reprodução/ilustração.

Comentários

0 Faça sem comentário...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>