Pedreiro é condenado a 17 anos de prisão pela morte do produtor de eventos Cristy Helmayd


O pedreiro Gladson Bezerra Lima, também conhecido como “Louro” foi condenado nesta quinta-feira (23), durante julgamento no Fórum Desembargador Filinto Bastos, a 17 anos de reclusão em regime fechado, pela morte do produtor de eventos e colunista social Cristin Antônio de Almeida, 56 anos, mais conhecido como Cristy Helmayd.

O colunista foi assassinado com golpes de faca no pescoço, no dia 8 de junho de 2015, no interior de um bar localizado na avenida João Durval Carneiro, bairro Brasília, em Feira de Santana. Gladson foi preso quase um mês após o crime e contou na época que matou Cris Helmayd, porque estava sendo assediado pela vítima e servindo de chacota pelos colegas de trabalho.

O júri foi presidido pela juíza Márcia Simões Costa, titular da Vara de Execuções Penais de Feira de Santana. A acusação ficou a cargo do promotor Luciano Medeiros e a defesa do pedreiro foi feita pela defensora pública Manuela Passos.

O promotor Luciano Medeiros entendeu que a pena foi adequada por ter sido homicídio qualificado. “Foi bastante proporcional na nossa visão, uma vez que a vítima estava sentada em um bar descontraída, quando foi surpreendida pelo réu que aplicou uma facada no pescoço. Doutora Márcia, muito criteriosa, estabeleceu o patamar final  em  17anos. O Ministério Público está satisfeito”, declarou.

Já a Defensoria Pública, representada por Manuela Passos, apresentou a tese de desclassificação de delito de homicídio qualificado para homicídio simples “porque a defensoria entende que não existiram provas de que a vítima foi surpreendida no momento que recebeu o golpe. Se esperava uma possível condenação, mas na tipologia simples, sendo assim, a defesa não está satisfeita interpondo recurso de apelação”, concluiu.

Após o julgamento Gladson Bezerra Lima voltou para o Conjunto Penal, sob escolta policial.

Blog Central de Polícia, com informações de Carlos Valadares e imagem reprodução.

Comentários

0 Faça sem comentário...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>