NOTICIÁRIO POLICIAL

Feira de Santana: Acusados de torturar e esquartejar mototaxista são condenados a mais de 22 anos de prisão

Os réus, Michael Delano dos Santos Carneiro, também conhecido como “Catroca” e Janilton de Jesus Vitorino, o Jones foram condenados a 22 anos e seis meses de prisão em regime fechado, durante julgamento ocorrido nesta quarta-feira (3), no Fórum Desembargador Filinto Bastos, em Feira de Santana. Eles são acusados de terem raptado o mototaxista Cleber dos Santos, torturado, esquartejado, colocado os restos mortais dentro de um balde e jogado na entrada do bairro Pedra do Descanso, na manhã do dia 10 de Janeiro de 2017.

O juri foi presidido pela Juíza Márcia Simões Costa, titular da Vara do Júri. O promotor Rafael Carvalho trabalhou na acusação e os advogados: Hércules Oliveira, Herderson Reis e Manuela Passos ficaram encarregados pela defesa dos réus. Michael e Janilton estavam presos desde junho de 2017, meses depois do crime.

Relembre as prisões

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), sob o comando do delegado Gustavo Coutinho, prenderam na manhã de sábado (24 de junho de 2017), Mateus Santos Gonçalves, também conhecido como “Chupa Molho”, acusado de participação no assassinato do mototaxista Cléber dos Santos, que ainda teve o corpo esquartejado e jogado em uma praça do bairro Pedra do Descanso, em Feira de Santana.

De acordo com a polícia, a rendição de Mateus foi negociada entre a DHPP e familiares, tendo o pai acompanhado o acusado até o Complexo de Delegacias do Sobradinho.

Segundo o delegado Gustavo Coutinho, o mototaxista foi esquartejado em uma residência na rua Bom Sossego, e encontrado em um tonel plástico no dia 10 de janeiro de 2017. Testemunhas viram uma carroça jogar o tonel na Praça do Bem-Te-Vi. Ainda de acordo com o delegado, Mateus foi co-autor do crime e era o último dos que tiveram as prisões preventivas decretadas, a ser preso.

Michael Delano dos Santos, o “Catroca”, Janilton de Jesus Vitorino, o “Jhones”, e Fernando Anunciação Bispo, também conhecido como “Mango”, já foram presos e estão recolhidos no Conjunto Penal de Feira de Santana, enquanto um adolescente que também participou do crime foi encaminhado para a Comunidade de Atendimento Socioeducativa (CASE) Zilda Arns.

O crime

O mototaxista Cleber dos Santos foi assassinado a tiros, teve o corpo esquartejado, colocado num tonel e deixado numa praça, no bairro Pedra do Descanso, na manhã do dia 10 de janeiro de 2017.

As investigações apontaram que a motivação para o assassinato foi a briga entre quadrilhas de traficantes que atuam em Feira, pois eles descobriram que Cleber fazia o transporte de drogas para um bando rival.

Com a prisão de Mateus, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deu o caso como encerrado e entregou o inquérito à justiça.

Blog Central de Polícia, com informações do Polícia é Viola e arquivo/ imagem reprodução.

Comentários

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+

Veja também