Homem desaparece após sair de casa em Feira de Santana e esposa relata desespero: ‘Estou pedindo misericórdia’


Um homem de 55 anos está desaparecido há quase 20 dias, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. Noel Barreto dos Reis foi visto pela última vez no bairro Tomba.

A esposa de Noel, Dilma Ferreira, conta que ele foi visto pela última vez no dia 22 de fevereiro, sábado de carnaval.

“Ele acordou de manhã, eu ainda estava deitada, ele foi no quarto olhar as meninas [filhas]. Eu continuei deitada e quando eu levantei, ele não apareceu. Como era de costume ele passar o dia todo bebendo, eu não fiquei preocupada, porque ele chegava 21h30, 22h. Não me preocupei. Quando foi no domingo pela manhã, eu já comecei a ficar preocupada. Eu saí perguntando a um e a outro, às pessoas, e nada”, lembra Dilma.

Sem notícias ainda no dia 24 de fevereiro, ela reuniu um grupo de pessoas e saiu para procurar o marido por bairros de Feira de Santana.

“Na segunda-feira de manhã, eu fiquei mais preocupada, porque isso não era normal. Aí eu fui na casa de um amigo dele, que ele sempre ia, no [bairro] Tomba, e disseram que alguém viu ele no Tomba embriagado. Aí a gente fez o mutirão e saiu em busca dele”, conta.

Segundo Dilma, Noel tem problemas com álcool, que foram agravados com a depressão, quando ele perdeu o emprego. Ela conta ainda que, há cerca de dois anos, ele também já havia desaparecido outra vez, mas retornou para casa pouco depois.

“Ele sempre teve problema com álcool e, de uns cinco anos para cá, quando ele perdeu o emprego, ele apresentou quadro de depressão e está fazendo acompanhamento no Cras [Centro de Referência de Assistência Social]. Há mais ou menos dois anos ele desapareceu, passou dois dias, deu um lapso de memória, ficou esquecido e depois ele mesmo teve consciência e retornou para casa”, disse.

Até a tarde desta quarta-feira (11), Noel estava desaparecido. Dilma fez um apelo para quem encontrar o marido dela.

“Eu gostaria de pedir para as pessoas, quando verem alguém embriagado, caído na rua, olhasse como ser humano. Porque às vezes a gente passa e não percebe. Tem tantas pessoas desaparecidas, com as fotos bem próximas e as pessoas não conseguem enxergar porque não faz a visualização física da pessoa. Eu estou pedindo misericórdia, apelando para todas as pessoas, que alguém possa identificar ele. Ele é moreno, alto, cabelos grisalhos, cabelo cortadinho baixo. Usando óculos azul e short vermelho e camiseta verde”, pontuou.

Quem tiver notícias de Noel pode entrar em contato pelos números 156 ou (75) 3221-1257.

G1 Bahia

Comentários

0 Faça sem comentário...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>