Vereador ingressa com Ação na Justiça para suspensão das blitze em Feira de Santana


O vereador Edvaldo Lima (MDB) ingressou com Ação na Justiça para suspensão das blitze, no município de Feira de Santana. Na ação denunciada à Justiça baiana, o vereador Edvaldo Lima aponta que as apreensões visam o licenciamento veicular atrasado, evidenciando o desvio da finalidade da Polícia Militar, entidade de segurança pública. O recurso, que considera a ação como escandalosa, tramita na Vara da Fazenda Pública.Sem condições financeiras

“Já vi famílias serem retiradas de seus veículos por conta de IPVA atrasado”, enfatizou o vereador, ressaltando que a pandemia tirou o poder financeiro dos trabalhadores.

Notificar e não apreender

“O correto é que o proprietário do veículo seja notificado e responda por conta do atraso, mas que os veículos não sejam apreendidos”, exigiu o edil.

“Acho uma covardia, em meio a uma pandemia, o Governo do Estado utilizar as forças policiais contra as pessoas que estão na luta para levar o pão para a casa”, alertou.

Blitz para marginalidade

“Não sou contra as blitzes, desde que sejam usadas contra os marginais”, reiterou Lima, com relação a opinião de pessoas que desqualificam as abordagens nas redes sociais.Outras taxas

O vereador relata que os feirenses estão se virando para pagar as taxas de guincho, pátio e imposto veicular.

Em um vídeo em sua rede social, o legislador fez uma provocação ao governador Rui Costa: “Governador mandando apreender veículos dos trabalhadores? Cadê o dinheiro dos respiradores?’’, indagou.

Ascom, com imagens reprodução.