Identificadas vítimas de duplo homicídio na zona rural de Feira; polícia investiga ligação do crime com fato ocorrido em Santanópolis


A polícia identificou os dois homens encontrados mortos no distrito de Tiquaruçi, em Feira de Santana, na manhã de terça-feira (5). Diego Alves Santos, 23 anos, e Murilo Santos de Oliveira, mesma idade, moravam em Jacobina, e foram identificados por familiares que estiveram no Departamento de Polícia Técnica (DPT). Eles foram encontrados com as mãos imobilizadas para trás e executados com tiros de pistola.Próximo aos corpos foi encontrada uma motocicleta Honda CG, preta, placa NYY-1766, licença de Jacobina.

O delegado Rodolfo Faro, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou que a polícia está investigando se o duplo homicídio teve ligação com uma tentativa de assassinato ocorrida no município de Santanópolis.

“A polícia ainda trabalha no possível envolvimento desses indivíduos em uma possível tentativa de homicídio praticada na cidade de Santanópolis, na noite anterior, haja vista deles terem sido perseguidos e executados logo após a prática do crime ocorrido naquela cidade”, relatou.

O delegado também informou que a motocicleta encontrada próxima aos corpos pertence a outra pessoa e as vítimas não tinham passagem pela polícia. “A moto registrada em nome de uma terceira pessoa, também de Jacobina, e durante o episódio em Santanópolis foi roubada uma moto com as mesmas características do veículo encontrado no local onde os corpos foram encontrados, mas a polícia ainda não tem a identificação da placa da moto que foi roubada para saber se é o mesmo veículo. As vítimas não tinham passagem pela polícia”.

Rodolfo Faro acrescentou que os rapazes foram perseguidos e alcançados quando se chocaram contra uma cerca.

“Pelas evidências coletadas no local denotam que eles foram perseguidos pelo executores, foram rendidos após essa perseguição que culminou após uma colisão contra uma cerca,enquanto fugiam, acabaram sendo algemados e executados”, concluiu.

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa e imagem reprodução/redes sociais.