Açougueiro é morto a tiros a caminho do trabalho em Feira de Santana


Um açougueiro de 30 anos foi assassinado a tiros por volta das 6h30 desta quinta-feira (26), na rua Macário Cerqueira, bairro Muchila, em Feira de Santana.

Segundo informações, Eronilson Leite Carvalho seguia para o trabalho com a moto Biz, preta, placa OZM4E14, quando foi surpreendido por dois homens. Após parar a moto, colocar no tripé e descer foi alvejado pelos criminosos que fugiram em seguida.

O cunhado da vítima, Benjamin Fernandes, contou que o rapaz estava indo trabalhar e sua mochila desapareceu, provavelmente foi levada pelos assassinos. A moto ficou no local.

Benjamin observou que existem câmeras nas proximidades e podem ajudar a polícia na investigação do crime. A hipótese é de latrocínio (roubo seguido de morte).

A vítima morava no conjunto Feira X e deixa viúva e filho. O corpo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Blog Central de Polícia, com informações e fotos de Denivaldo Costa.

Dois assassinatos são registrados na cidade de Santo Estevão


Dois assassinatos foram registrados pela polícia nesta segunda-feira (9), na zona urbana de Santo Estevão, e já estão sendo investigados pela Delegacia Territorial.

O primeiro crime aconteceu por volta das 5h30 na rua Almerinda Rocha da Conceição, bairro Alegrete. A vítima foi o industriário João Victor da Conceição Barbosa, de 22 anos.

Segundo a polícia, o jovem pedalava uma bicicleta quando foi baleado na cabeça e morreu no local. Ele morava na rua Baixa Grande, no mesmo bairro onde ocorreu o crime.

Suspeita de latrocínio

Já por volta das 7h, a polícia encontrou o reciclador José Luiz Silva da Paixão, 72 anos, caído na cozinha da casa onde morava, na rua E, bairro Mutirão.

O idoso apresentava lesões da cabeça e a polícia suspeita de latrocínio (roubo seguido de morte), pois o imóvel estava todo revirado.

O delegado Luiz Osório de Melo Nobre presidiu os levantamentos cadavéricos e autorizou a remoção dos corpos para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa e imagens reprodução/redes sociais.

Homem é vítima de latrocínio no bairro Campo Limpo


Um homem de 44 anos foi assaltado e morto com um tiro por volta das 19h50 deste domingo (1), na rua Monsenhor Moisés do Couto, bairro Campo Limpo, em Feira de Santana.

Segundo a polícia, Edson de Jesus Souza estava em um veículo, aparentemente um Ford Ka, branco, quando foi surpreendido por um homem armado e a pé. Após anunciar o assalto, o criminoso atirou na cabeça da vítima e fugiu levando o veículo.

Edson trabalha em uma empresa de bebidas e morava na rua Teresópolis, mesmo bairro onde ocorreu o crime.

O delegado Luiz Osório Nobre presidiu o levantamento cadavérico e encaminhou o corpo para o Departamento de Polícia Técnica (DPT). O latrocínio (roubo seguido de morte) será investigado pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR).

Blog Central de Polícia, com informações de Carlos Valadares e imagem reprodução.

Acusado de matar subtenente diz que foi ‘roubar pra fazer dinheiro’ e utilizou pistola da vítima para ‘efetuar mais dois disparos’


Um homem de 19 anos, suspeito de participação no assalto seguido de morte do subtenente da Polícia Militar, Isaque Cerqueira, está custodiado no Complexo de Delegacias, no bairro Sobradinho, em Feira de Santana. Ele foi preso na última segunda-feira (26), durante operação conjunta das polícias Militar e Civil, no bairro George Américo. O subtenente foi morto durante um assalto na zona rural de São Conçalo dos Campos.

http://centraldepolicia.olabahia.com.br/2020/10/25/subtenente-da-pm-e-vitima-de-latrocinio-na-zona-rural-de-sao-goncalo-dos-campos/

Em entrevista concedida ao repórter Carlos Valadares (Jornal Transbrasil), L.B.S, confessou o crime e que atirou contra o policial, chegando a utilizar da própria arma da vítima para deflagrar mais tiros. Ele alegou que na adrenalina provocada durante o assalto não faz ideia de quantos tiros deflagrou contra o subtenente.

“Entramos no local e aí, ele levantou e foi até o carro pegar uma arma. Aí, ele retornou e não deu voz de polícia, eu mês assustei, o resto foi adrenalina. Ele correu e eu fui atirando, a arma disparando e ele caiu, por isso esse tanto de tiros, peguei a pistola que estava com ele e efetuei mais dois disparos”, confessou.

Questionado sobre a motivação do assalto o acusado alegou que pretendia ‘roubar para fazer dinheiro’ e não sabe do paradeiro dos comparsas.

Ele disse ainda que não estava utilizando drogas e alegou a pratica de assaltos por falta de oportunidade e discriminação por sua cor. “Sempre botei isso na minha mente, porque eu sou negro, é bem difícil achar trabalho”, disse o assaltante.

O criminoso contou que começou a cometer assaltos a partir dos 17 anos e alegou que matou para não morrer. “Não matei por maldade, foi pela minha defesa e ele também tentou se defender”, finalizou.

Por força da Lei de Abuso de Autoridade (13.869/2019), proposta pelo então ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro, e promulgada pelo Congresso Nacional, entre outros pontos, proíbe a divulgação de nome e imagens de suspeitos por policiais.

Blog Central de Polícia, com informações de Carlos Valadares (Jornal Transbrasil) e imagem reprodução/ilustração.

Polícia registra mais um latrocínio em São Gonçalo dos Campos


Por volta das 21h desta terça-feira (27) e durante um arrastão praticado por bandidos, um homem de 38 anos foi assassinado na Fazenda Taboa, zona rural de São Gonçalo dos Campos.

Segundo a polícia, José Carlos Santos da Cruz, foi morto com tiros no tórax após reagir a um assalto e ter sua moto roubada. No último domingo (25), outro latrocínio (roubo seguido de morte) vitimou o subtenente PM Isaque Cerqueira, também na zona rural de São Gonçalo.

O corpo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Blog Central de Polícia, com informações de Carlos Valadares e imagem ilustração.

 

 

Presos suspeitos da morte de subtenente da Polícia Militar


Uma ação conjunta envolvendo policiais militares das 66ª e 67ª Companhias independentes (CIPMs) e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana, prenderam quatro homens suspeitos do assalto seguido da morte do Subtenente Isaque Cerqueira, ocorrido na tarde de domingo (25), na zona rural do município de São Gonçalo dos Campos.

http://centraldepolicia.olabahia.com.br/2020/10/25/subtenente-da-pm-e-vitima-de-latrocinio-na-zona-rural-de-sao-goncalo-dos-campos/

A ação policial aconteceu no conjunto George Américo, em Feira de Santana, e de acordo com a polícia, dois dos conduzidos até a central de flagrantes, foram reconhecidos através de fotos por testemunhas que estavam no local do latrocínio.

Além das prisões, os policiais também apreenderam com os suspeitos, 1 revólver, 27 porções de cocaína, 6 buchas de maconha, uma balança de precisão e 3 aparelhos celulares.

Todos os envolvidos e o material apreendido foram apresentados na central de flagrantes do Complexo de Delegacias, no bairro Sobradinho. A polícia não revela nomes e imagens dos suspeitos.

Blog Central de Polícia, com informações e foto Ascom/66ª CIPM.

Subtenente da PM é vítima de latrocínio na zona rural de São Gonçalo dos Campos


Um subtenente da Polícia Militar, de 52 anos, foi morto a tiros durante um assalto ocorrido na tarde deste domingo (25), na Estrada da Boa Esperança e próximo da Fazenda Xavante, zona rural de São Gonçalo dos Campos.

Segundo informações, Isaque Cerqueira estava em um bar próximo ao Rio Jacuipe e foi baleado ao reagir a um assalto. Não há detalhes sobre o latrocínio (roubo seguido de morte).

A Polícia Militar está realizando diligências na região para tentar localizar os criminosos.

A vítima era regente da Banda de Música Maestro Wanderley, sessão Feira de Santana. O comando do 1º Batalhão de Ensino, instrução e Capacitação da Polícia Militar (1º BEIC), emitiu uma nota pesar:

O Comando do 1º BEIC, diante de profundo sentimento de perda inestimável, pesar e consternação, informa o falecimento do Subtenente PM Isaque Cerqueira, regente da banda de Música Maestro Wanderley, sessão Feira de Santana.

O “sub Isaque”, como era carinhosamente chamado foi vítima de latrocínio na tarde deste domingo, 25.

Nosso amado companheiro deixa família, amigos saudosos e a família Polícia Militar enlutados.

O Comando do 1º BEIC está disponibilizando apoio psicológico à família, e buscando dentro da legalidade identificar e prender os algozes.

As informações sobre velório e sepultamento serão informadas tão logo definidas.

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa e assessoria do 1º BEIC/imagem reprodução redes sociais.