Medicamentos são descartados de forma criminosa perto de hospitais em Feira de Santana


Sacos contendo centenas de medicamentos foram descartados em um terreno baldio localizada na avenida marginal do Anel de Contorno, bairro 35º BI, em Feira de Santana. As caixas contendo medicamentos estavam em sacos e espalhadas no mato, entre o Motel Stylos e o Hospital Estadual da Criança (HEC)  e chamaram a atenção do radialista Sandro Araújo, que passava pelo local na manhã deste domingo (27).

Não foi possível verificar se os medicamentos estão dentro da validade, mas em nenhuma hipótese poderiam ser descartados em via pública.Entre os medicamentos estão o Glibenclamida, destinado ao tratamento de diabetes; Glucobay, indicado para tratamento de diabetes melito em associação com a dieta; Prazol, indicado para o tratamento e alívio da esofagite e do refluxo gastroesofágico; Clexane, para tratamento da trombose venosa profunda; e Ostrazil, recomendado para o tratamento de sua doença, conhecida como osteoporose.

Descarte inadequado de medicamentos é crime

Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998

É importante destacar ainda que na Lei de Crimes Ambientais, em seu artigo 54, prevê que causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora, é crime com pena de reclusão, de um a quatro anos, e multa.

Blog Central de Polícia, com informações e fotos de Sandro Araújo.