Embasa realiza ação de combate a fraude na localidade da Matinha, em Feira de Santana, com o apoio da Polícia Militar


Em mais uma ação do Programa De Olho na Perda, equipes da Embasa estiveram na manhã da última sexta-feira (3) na localidade da Matinha, em Feira de Santana, e em poucas horas foram desativas diversas ligações clandestinas, conhecidas como “gatos”. Dois moradores foram conduzidos à delegacia e responderão por fraude por desviar água tratada da rede distribuidora.

As ligações clandestinas foram encontradas em chácaras que não possuíam ligação de água ativa e cadastro na Embasa. A água tratada era usada, inclusive, em piscinas e baias de cavalos. Em um dos imóveis, os técnicos da Embasa já haviam tentado retirar a fraude, mas foram ameaçados pelo morador que saiu de casa armado e impediu a retirada da ligação clandestina. Durante a ação, não havia ninguém nesse imóvel, mas a fraude foi retirada e o proprietário será notificado.

O furto de água é um crime que, além de prever pena de um a quatro anos de reclusão, prejudica o abastecimento dos moradores que têm suas ligações de água regulares e pagam suas contas em dia. “As ligações clandestinas são um prejuízo à sociedade, a manipulação indevida das tubulações pode contaminar a água distribuída e os moradores que se abastecem clandestinamente costumam desperdiçar muita água”, explicou o gerente da Unidade Regional de Feira de Santana, Euvaldo Neto.

Além de responder pela prática criminosa, os moradores que foram flagrados comentando esse tipo de irregularidade serão multados. “O valor da multa é calculado com base em uma estimativa feita a partir do período que o imóvel passou sem ter ligação de água regular”, destacou a gerente comercial da Embasa, Salen Brito.

A Embasa segue intensificando as ações de combate a fraude e os moradores podem fazer denúncias anônimas por meio da central de atendimento da Embasa, pelo telefone 0800 0555 195. Os moradores que estiverem em situação irregular podem se dirigir a um dos pontos de atendimento da empresa para regularizar sua ligação de água.

Ascom, com imagem divulgação.

Comentários

0 Faça sem comentário...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>