Fox roubado e vendido irregularmente em site de compras é recuperado pela PRF na BR 324 em Amélia Rodrigues


O veículo foi roubado no ano de 2014 e circulava com placas clonadas. O condutor relatou que o carro foi adquirido através de um site de compra na internet.

Um veículo de passeio roubado há quase 6 anos, foi recuperado na tarde de hoje (16) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A abordagem foi registrada por volta das 13h15 no KM 552 da BR 324, trecho do município de Amélia Rodrigues (BA). Um homem foi preso.

Durante verificação no automóvel os PRFs notaram remarcações nos seus elementos identificadores. Posteriormente, a equipe constatou que o VW/Fox circulava com placas clonadas de um veículo da mesma marca e modelo, tendo em vista que o original possuía ocorrência de roubo, registrada em agosto de 2014, na cidade de Salvador (BA).

Questionado pelos agentes federais sobre a procedência do veículo, o motorista relatou que adquiriu o automóvel através de uma plataforma digital que possibilita a compra e venda de mercadorias e produtos diversos. Ele informou ainda que fechou o negócio por 6.000 reais.

Diante dos fatos, o homem de 42 anos que trabalha como operador de máquinas e também é inabilitado, foi detido e encaminhado juntamente com o veículo apreendido à Delegacia de PolíciaJjudiciária local onde serão adotadas as medidas cabíveis. Ele responderá pelo crime de receptação (art. 180) do Código Penal.

Orientação e dicas da PRF na compra de veículo usado

Atenção redobrada deve ter também o cidadão ao realizar a compra de um veículo usado. Algumas vezes, o comprador sequer tem conhecimento da procedência ilícita do veículo e o adquire de boa fé. A PRF orienta que, na pesquisa ou ato da compra, o novo proprietário sempre desconfie de anúncios tentadores, leve-o a um mecânico de confiança e confronte as informações do documento com os elementos identificadores no veículo.

Um outro alerta quanto a veículos clonados é para os proprietários que estiverem recebendo multas em locais onde não trafegaram. Nesses casos, é importante que procurem o órgão de trânsito para relatarem a possibilidade do veículo ter sido clonado.

Fonte: PRF, com imagem divulgação.

 

 

 

Comentários

0 Faça sem comentário...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>