Cartório de Notas não oferece organização para atendimento em pandemia


O Tabelionato de Notas do 3º Ofício, que fica na rua Arnold Silva, na Kalilândia, não tem funcionários suficientes e/ou treinados para oferecer atendimento organizado em Feira de Santana. Na manhã desta sexta-feira (21/08), em plena pandemia, dezenas de pessoas aguardavam atendimento, outras, em meio a estas, não tinham sequer informação sobre a distribuição de senhas e aguardavam, amontoadas, por um funcionário que as orientasse.

Isso é um descaso para os dias criticamente perigosos em que vivemos. As empresas precisam se adequar e reservar funcionários para orientar e organizar filas adequadas para este tempo, evitando aglomeração.

Os cartórios foram privatizados e nunca ofereceram bons serviços depois deste processo de  privatização. Organização, agilidade e serviços de qualidade foram os argumentos usados para justificar a passagem dos cartórios para o setor privado, no entanto, isso não acontece.

Por Meiryelle Souza (Jornalista)