NOTICIÁRIO POLICIAL

Homem suspeito de aplicar golpes contra empresas em vários estados é preso em Feira de Santana

Um homem suspeito de aplicar golpes contra empresas na Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo, foi preso na segunda-feira (7) no município de Feira de Santana.

Segundo a Polícia Civil, a prisão ocorreu no Anel de Contorno, perto do Bairro do Tomba, no momento em que ele se ia aplicar mais um golpe. Desta vez, contra empresário feirense.

Ainda segundo a polícia, o suspeito aplicava, principalmente, o golpe chamado “Frete Fake”. Após acertar um valor pelo transporte de mercadorias, ele recebia parte do dinheiro. No dia da viagem, alegava ter tido problemas com o caminhão para receber o restante do pagamento. As vítimas pagavam e ele abandonava a carga em rodovias.

Os crimes ocorriam desde 2016, e se intensificaram entre 2019 e 2020. O homem, de 34 anos, estava com um mandado de prisão em aberto, expedido pela Justiça em Santa Catarina. Ele tem passagens pela polícia pelos crimes de estelionato, dano, ameaça, desacato, tráfico de drogas e associação para o tráfico, tentativa de homicídio e coação no curso do processo.

A prisão decorreu de uma operação conjunta entre a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga), da Polícia Civil baiana, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Civil de Santa Catarina.

O delegado Gustavo Coutinho, titular da Decarga, explicou que o falsário fez pelo menos onze vítimas, nos estados da Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo. “A quantidade de vítima pode ser bem maior”, disse. Os golpes aplicados pelo suspeito causaram grandes prejuízos a diversas empresas.

“Muitos tiveram que pagar outra pessoa pra buscar a carga abandonada, para evitar saques e a deterioração de perecíveis”, revelou.

Quando as vítimas questionavam a situação, ele as ameaçava informando já ter passagens pela polícia. O suspeito está custodiado no Complexo de Delegacias do Sobradinho.

FONTE: G1, com imagem ilustração.

 

Comentários

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+

Veja também