NOTICIÁRIO POLICIAL

Desabafo da mãe de médico condenado por homicídio: “Eu acredito que meu filho não a matou; o que vale é a palavra dele”

Acredita na Inocência do filho

Em entrevista concedida ao repórter Sotero Filho, da rádio Subaé, dona Raimunda Rego, mãe do médico Antônio Marcos, expressou confiança na inocência do filho, mesmo após o veredito condenatório proferido pelo Tribunal do Júri em Feira de Santana. Antônio Marcos foi considerado culpado pelo brutal assassinato de sua ex-companheira, Gabriela Jardim Peixoto, e recebeu uma pena de 23 anos e 4 meses de reclusão.  Veja detalhes 

Com voz firme e olhos repletos de convicção, Raimunda destacou que acredita na capacidade dos advogados de reduzirem a pena de seu filho. Ela ressaltou: “Eu acredito que eles vão conseguir reduzir a pena. Até porque, em momento algum, eu acredito que foi meu filho que não matou ela, mas deixou ela lá na estrada. Porque eu acredito na palavra dele. Até que ele abra a boca dele e me diga que foi ele. Eu acredito nele. E ele me disse que não foi ele. Então, pra mim, o que vale é a palavra dele”. Ouça a entrevista

A mãe do médico, ao expressar sua fé na justiça, destacou a confiança depositada nos advogados e na defesa realizada durante o julgamento. Ela reconheceu possíveis falhas na atuação da defesa anterior, que considera terem impactado negativamente no desfecho do caso: “Acredito na justiça. E tenho fé que a justiça vai ser feita. Os advogados vão recorrer, a defesa dele foi muito boa”, afirmou em uma entrevista à rádio Subaé.

O médico cumprirá sua sentença no conjunto penal, onde está detido desde setembro de 2021, aguardando a próxima etapa do processo judicial.

Blog Central de Polícia, com informações e fotos de Sotero Filho

Comentários

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+

Veja também